menu

Especialistas reforçam a importância do diálogo com o cidadão e da produção de conteúdos relevantes

qua, 15/02/2023 - 12:52
Banner com a imagem dos palestrantes. À esquerda, Aline Castro, e, à direita, Bito Teles. No canto superior esquerdo, o logotipo do evento.

"Comunicação pública é diferente de comunicação feita por órgãos públicos.” A reflexão foi apresentada pela palestrante Aline Castro, durante o I Congresso Nacional de Comunicação dos Tribunais de Contas (I CNCTC), realizado até esta quarta-feira (15/2), na sede do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), em Florianópolis (fotos).

A mestre em comunicação institucional mencionou duas palavras essenciais alinhadas à temática: utilidade e relevância. “A gente tem que começar do propósito”, destacou. Ela ainda apresentou os três eixos da comunicação pública estratégica: identidade (marca), cidadania (informação e acesso) e relacionamento.

Aline Castro finalizou apontando cinco erros e cinco acertos ao criar conteúdos. Entre os acertos, citou: fazer parcerias, focar mais em qualidade e menos quantidade, além de mapear interesses e necessidades das pessoas.

Futuro

O publicitário Bito Teles, com 20 anos de carreira em comunicação digital, reforçou que a essência da comunicação, seja no analógico ou no digital, tem diferenças importantes, mas permanece a mesma e, por isso, as instituições precisam estar estruturadas e os profissionais atentos para atuar em todas as etapas.

Ele apresentou oportunidades que podem ser utilizadas pelos assessores, como é o caso do Chat GPT, contrapondo o pensamento de que a ferramenta poderia tirar o trabalho de jornalistas e produtores de conteúdos. Essa tecnologia se propõe a ser uma forma simples de conversar e obter respostas, mas, segundo o publicitário, exige que sejam feitas as perguntas certas para ter eficiência.

Para Bito Teles, as publicações nas redes sociais e demais canais sempre vão representar o todo da instituição. “Eles sempre são uma parte de uma visão estratégica, de uma visão corporativa de mensagem.”

Mediação

O painel foi mediado pelo vice-presidente Executivo da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), conselheiro Edilson de Sousa Silva (TCE/RO), e pela diretora de Comunicação do TCE de Goiás, Heloisa Lima.

Ao fim das apresentações, o conselheiro frisou: “o destinatário da nossa comunicação, daquilo que se quer dialogar, precisa entender que ele é o foco de tudo, é o centro da atenção”, o que foi reforçado por Heloisa Lima: “é falar menos sobre nós e mais sobre o que faça sentido para o cidadão.”

 

Acompanhe o TCE/SC: 
www.tcesc.tc.br — Notícias — Rádio TCE/SC  
Twitter: @TCE_SC  
Youtube: Tribunal de Contas SC  
Instagram: @tce_sc  
WhatsApp: (48) 98809-3511  
Facebook: TribunalDeContasSC 
Spotify: Isso é da sua conta 
TikTok: @tce_sc 

Galeria de Fotos
Fechar
Sessões e eventos

Conteúdo bloqueado pelo usuário
Cookies de terceiros negado.

Gerenciar Cookies

Destaques
Rádio TCE/SC