menu

Laboratório do TCE/SC aposta na interação entre servidores para propor soluções inovadoras voltadas à melhoria da prestação dos serviços à sociedade

qui, 30/06/2022 - 18:41
Laboratório do TCE/SC aposta na interação entre servidores para propor soluções inovadoras voltadas à melhoria da prestação dos serviços à sociedade

“Nós temos que ser órgãos incentivadores da inovação dentro do serviço público”, enfatizou o presidente do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior, durante a solenidade de lançamento do Laboratório de Inovação do Controle Externo (Lince), na tarde desta quinta-feira (30/6), na sede do TCE/SC, em Florianópolis (Saiba mais).  

Instituído pela Resolução 172/2021 e regulamentado pela Portaria 135/2022, o Lince está focado na identificação de oportunidades de inovação, a partir da interação entre os servidores, e na busca de soluções para problemas. Mais do que um acrônimo de Laboratório de Inovação do Controle Externo, o conselheiro Adircélio espera que a unidade tenha “olhos de lince”, expressão que é usada para descrever alguém que tem uma visão acima da média, como a de Liceu, da mitologia grega (assista à reportagem). 

O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do TCE/SC no YouTube (assista). Contou com a participação presencial de conselheiros, conselheiros-substitutos, diretores e servidores do órgão de controle. Também estavam presentes o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, o promotor de Justiça Luciano Trierweiller Naschenweng, da Subprocuradoria de Assuntos de Planejamento e Inovação do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a procuradora-geral do Ministério Público de Contas, Cibelly Farias, e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado, Fábio Zabot Holthausen.  

Em sua manifestação, o conselheiro Adircélio informou que a criação do laboratório faz parte do InovaTCE, e que o TCE/SC integra a Rede InovaGovSC, junto com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e o MPSC. Ele salientou que o processo de transformação digital é uma realidade e destacou que a Corte catarinense não pode ficar alheia a isso.  

Segundo o presidente, a inovação no Tribunal de Contas está baseada em três pilares: pessoas, processos e tecnologia. “Nem sempre a inovação consiste em utilizar os recursos tecnológicos, mas em fazer diferente aquilo que a gente já vem fazendo”, complementou. Para ele, é necessário simplificar e dar celeridade aos procedimentos e encontrar soluções criativas em relação às entregas feitas. “Nesse cenário, é importante que a gente crie uma nova cultura de inovação dentro do serviço público e dentro do controle para mudar a mentalidade do nosso ambiente”, disse. 

Na oportunidade, o conselheiro registrou a importância das entidades parceiras nesse processo, como a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), o Sapiens Park, a Fundação Certe, a Fapesc, o Sebrae e as universidades. Anunciou que, nos próximos dias, será finalizado o processo de contratação de serviços de consultoria da Acate, “e com isso nos inserimos nesse ecossistema de excelência”. Ele informou que a ideia é de que o Lince se instale no Linklab, junto do laboratório de inovação do Governo do Estado. “Será uma oportunidade de interação entre gestão e controle, para nos aproximarmos mais e encontrarmos, em conjunto, as soluções”.  

Após a fala do presidente, os integrantes do Lince, as auditoras fiscais de controle externo Tatiana Custódio — coordenadora do laboratório — e Márcia Roberta Graciosa, e o assessor de Governança Estratégica de Tecnologia da Informação do TCE/SC, Jairo Wensing, fizeram uma breve apresentação sobre o histórico da concepção da unidade e do projeto InovaTCE. “Inovação dentro do TCE/SC não é modismo, é um desafio, uma necessidade”, ressaltou Wensing ao acrescentar que é preciso seguir um regramento, pois exige responsabilidade e gestão. 

Em sua abordagem, Márcia Graciosa mencionou o propósito da iniciativa. “Queremos identificar problemas e conectar pessoas, processos e tecnologia para encontrarmos soluções inovadoras, por meio do trabalho colaborativo, que proporcione um ambiente favorável ao desenvolvimento da criatividade, de forma multidisciplinar”, afirmou. 

Já a coordenadora do Lince defendeu que os servidores intensifiquem a atuação em prol da Instituição. “Em prol de nós mesmos, em prol de entregar melhores serviços para a sociedade e em prol de nos comunicarmos melhor”, acrescentou Tatiana. Para ela, a inovação é feita com boa comunicação.  

Embora lançado oficialmente nesta quinta-feira, o Lince já vem executando atividades, como a realização de reuniões com os setores para ouvir as pessoas, para mapear os desafios e as oportunidades, para sensibilizá-las sobre a importância da participação de todos no processo e para uniformizar a percepção sobre a inovação. Segundo Tatiana Custódio, foram programadas 31 reuniões e, até o momento, ocorreram 27, com a participação de 231 servidores. 

De acordo com o planejamento da unidade, em julho ocorrerá o “Café com o Lince”, oportunidade para os servidores apresentarem outras sugestões de forma individual. E, entre setembro e outubro, os integrantes do laboratório irão avaliar os desafios apresentados para propor soluções. “Melhorar o ambiente de trabalho e a conexão entre cidadão e o TCE/SC é nosso propósito. Como resultado, a ideia é aperfeiçoar a prestação dos serviços à população de Santa Catarina”, realçou. 

 

Palestra, mesa redonda e “Descontrole Interno” 

Logo após o lançamento, foi realizada a palestra “Aprendizagem e o Impacto da Vida”. O assunto foi abordado pelo influencer Jotapê Malara, que falou da iniciativa inovadora da startup de educação New School para a redução da pobreza de aprendizagem de cidadãos da periferia do Brasil. Junto com voluntários nascidos e criados na periferia da Zona Oeste da cidade de São Paulo, ele criou um aplicativo para abordar conteúdos socioemocionais, educacionais e profissionalizantes em uma linguagem própria da “quebrada”. 

No evento, também ocorreu uma mesa redonda, para discussão sobre o tema inovação com membros do InovaGovSC. Participaram os servidores Tatiana Custódio, Marcia Roberta Graciosa e Jairo Wensing, do TCE/SC; Pablo Benítez, técnico em inovação do Ministério Público; Anna Claudia Krüger, coordenadora da InovaGovSC e membro do Laboratório de Inovação do Poder Judiciário; Dayan Schutz, responsável pela área da Inovação na Assembleia Legislativa; e Luana Bayestorff, coordenadora do Laboratório Nidus, do Governo de Santa Catarina. A mediação ficou a cargo da jornalista Rúbia Laidens, apresentadora de Tecnologia e Inovação no Estado. 

E, na sequência, a banda Descontrole Interno, formada por servidores e colaboradores do Tribunal de Contas, fez uma apresentação musical.  

 

Crédito da foto: Guto Kuerten (Acom - TCE/SC).

Acompanhe o TCE/SC: 
www.tcesc.tc.brNotíciasRádio TCE/SC  
Twitter: @TCE_SC  
YouTube: Tribunal de Contas SC  
Instagram: @tce_sc  
WhatsApp: (48) 98809-3511  
Facebook: TribunalDeContasSC  

Galeria de Fotos
Fechar
Sessões e eventos

Destaques
Rádio TCE/SC