menu

TCE/SC, MPC, MPSC e Undime fazem pesquisa sobre os impactos da pandemia no abandono e evasão escolar

sex, 08/10/2021 - 16:59
TCE/SC, MPC, MPSC e Undime fazem pesquisa sobre os impactos da pandemia no abandono e evasão escolar

Realizar um levantamento dos índices de abandono e evasão escolar do ano letivo de 2021 e mapear o processo de retomada das aulas presenciais nos municípios catarinenses, para possibilitar o planejamento de políticas públicas intersetoriais e de ações educacionais efetivas para o próximo ano. Esse é o objetivo do formulário “Diagnóstico dos impactos da pandemia no abandono e evasão escolar nos municípios catarinenses”, lançado nesta quinta-feira (07/10), em evento on line, organizado pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em parceria com o Tribunal de Contas de Santa Catarina, o Ministério Público de Contas e o Ministério Público estadual.

O questionário, que foi encaminhado também nesta quinta-feira, pelo TCE/SC, por e-mail, aos dirigentes municipais de Educação, aos controles internos e prefeitos, deve ser respondido até o dia 20 de outubro.

“Este formulário foi construído justamente para que nós pudéssemos ter uma base comum, viabilizada em todos os municípios que tivessem condições de avaliar a sua situação, mas dentro de uma plataforma mínima estabelecida”, destacou o conselheiro substituto Gerson dos Santos Sicca, gestor do projeto TCE Educação, na abertura da live. Ele ressaltou que é preciso “enfrentar a situação do abandono e da evasão, pensar em como recuperar essas perdas, como estruturar políticas públicas para conter todo esse prejuízo”.

 
Sicca observou também que o primeiro passo é ter bons dados. “A partir desse questionário, nós vamos conseguir ter uma base de dados comum, poderemos tabular esses dados, ter percentuais, orientar os gestores de forma a buscar as melhores soluções”, concluiu. 

Também participaram do evento a procuradora-geral do MPC, Cibelly Farias, e o promotor de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), João Luiz de Carvalho Botega, com mediação da presidente da Undime/SC, Patrícia Lueders.

Cibelly observou que o trabalho “será abrangente e vai permitir identificar qual é o nível de evasão escolar em todos os municípios catarinenses, em todos os níveis”. E o promotor do PMSC ressaltou que é preciso “termos evidências, dados e informações para que a gente possa não caminhar no escuro, mas com um farol a nossa frente, com informações fidedignas e, a partir desse diagnóstico, traçar as estratégias e as ações concretas que precisamos implantar em Santa Catarina”.

As perguntas que compõem o formulário são divididas em quatro eixos temáticos: evasão e abandono escolar; retorno às aulas 100% presenciais; avaliação diagnóstica e recuperação da aprendizagem; e programas educacionais desenvolvidos no município.

Dentre os dados que os municípios deverão informar estão o número de matrículas do ano de 2021 na rede municipal de ensino, as medidas adotadas para diminuir a taxa de evasão escolar no ano letivo de 2020, quantas escolas da rede municipal estão com atividades 100% presenciais, quais programas educacionais existem no município, entre outras questões.

 

Acompanhe o TCE/SC:

www.tcesc.tc.br Notícias Rádio TCE/SC

Twitter: @TCE_SC

Youtube: Tribunal de Contas SC

Instagram: @tce_sc

WhatsApp: (48) 99188-2308

Facebook: TribunalDeContasSC

Galeria de Fotos
Fechar
Publicações
Sessões e eventos

Destaques
Rádio TCE/SC